No final da manhã desta terça-feira, 27, o prefeito Sebastião Melo, a primeira-dama Valéria Leopoldino, o vice-prefeito Ricardo Gomes e equipe da prefeitura estiveram no Gigantinho para conversar com parceiros e entidades e verificar a estrutura de acolhimento da população em situação de rua. Recepcionado pelo presidente do Sport Club Internacional, Alessandro Barcellos, o grupo começou a receber doações de entidades da sociedade civil, como agasalhos, cobertores, alimentos e apoio de infraestrutura para o atendimento.

Associação dos Procuradores do Município de Porto Alegre (Apmpa) doou cobertores e kits de higiene. A Associação da Classe Média (Aclame) e o grupo Livre Iniciativa apoiam com a doação de 15 chuveiros e um gerador para assegurar a energia elétrica. A Associação do Ministério Público (AMP) destinou cobertores. A rede de parceiros da Fundação de Assistência Social e Cidadania (Fasc) vai contribuir na alimentação e fornecerá café da manhã e jantar nas quatro noites. O almoço será servido pelos restaurantes populares. O Exército colabora com o empréstimo, montagem de camas e apoio no atendimento.

Diante da previsão de avanço da frente fria em Porto Alegre, a prefeitura montou um plano emergencial para atender as pessoas em situação de rua na Capital. Uma força-tarefa entre secretarias está ampliando a estrutura da Operação Inverno, com acolhimento extraordinário de 100 vagas no Gigantinho a partir desta terça-feira, 27. Além do espaço na sede do estádio Beira-Rio, há 140 vagas ainda disponíveis na rede própria e conveniada.

Na foto, João Ricardo Tavares (presidente da Associação do MP-RS), Cesar Sulzbach (Secretário de Enfrentamento da Covid-19), Armando Domingues (presidente da APMPA) e Roberto Silva da Rocha (Procurador-Geral do Município).

Parceiros – A resposta de parceiros da sociedade civil foi rápida. Desde sábado, quando iniciaram os contatos, muito aderiram à Operação Inverno para contribuir de alguma forma. O Banco de Alimentos doou cobertores e cestas básicas. A Unimed vai disponibilizar uma ambulância, das 19h às 7h.

Como ajudar – As doações podem ser feitas através do Movimento “Poa que Doa”, programa social, coordenado pelo Gabinete da Primeira-dama do Município de Porto Alegre, que reúne as campanhas do Agasalho e do Alimento 2021. O objetivo é atender pessoas em situação de vulnerabilidade social. Os donativos podem ser entregues em 17 pontos de coleta espalhados pela cidade e em drive thrus de vacinação, divulgados no site da prefeitura. Confira aqui os pontos de coleta para doações.

Texto: Carolina Seeger, Maria Emilia Portella e Fabiana Kloeckner/PMPA